A Paróquia

Onde estou:

Pastoral da Catequese

  • Segunda-feira, 24 de Setembro de 2012 às 15:20:47.
    Atualizado em 03/10/2012 às 10:38:13.

    Por Pascom.

Catequese

O objetivo geral da catequese é educar na fé respeitando as diversas dimensões da vocação crista, à luz da Palavra de Deus, tendo presente as Diretrizes Gerais da Igreja no Brasil, o Diretório Nacional da Catequese e os destaques diocesanos, priorizando as Santas Missões, procurando desenvolver um processo participativo entre as coordenações foraniais e paroquiais para que todos se tornem agentes construtores de comunidades cristãs, sinais da presença do Reino e Deus no mundo.

No começo da Igreja, não havia ainda ma doutrina cristã madura. Faltava uma catequese que ajudasse a comunidade a aprofundar sua experiência de fé.

OS PIONEIROS DA FÉ

Para caminhar na direção do Reino de Deus era preciso ainda abrir a estrada. Hoje, ela já está bem adiantada graças aos que começaram antes de nós. Os Pais e Mães da Igreja foram as pessoas que abriram as primeiras trilhas dos caminhos da fé, para que pudéssemos vivenciar melhor hoje a proposta de Jesus. Eles são chamados de Pais ou Padres da Igreja, ou ainda de Santos Padres.

MESTRES DA CATEQUESE

A época dos Pais da Igreja foi dos séculos II a VI. Muitos de seus escritos foram conservados e podem ser estudados hoje. Todos tinham uma grande intimidade com Deus na oração, um grande amor pela Bíblia, um profundo conhecimento da tradição dos apóstolos e um cuidado com os pobres.

A FORÇA DOS TESTEMUNHO

A catequese dos Santos Padres seguia o método fé e vida: uniam as palavras (dos sermões e livros) ao testemunho de vida. O povo ouvia com atenção, pois eram palavras questionadoras, mas cheias de esperança.

Eles não tinham medo de dizer a verdade diante dos poderosos. Por isso, muitos desses catequistas foram perseguidos e martirizados. Martírio quer dizer testemunho. Os mártires tinham amor a Deus e aos irmãos e entregavam a vida com alegria.

Clemente de Roma, Inácio de Antioquia, Jerônimo, Ambrosio e Agostinho foram alguns dentre muitos, de quem conservamos escritos.

ELES NOS ENSINAM HOJE

Os santos Padres da Igreja não tinham medo de dialogar com os não cristãos. Eles buscavam trilhar caminhos desconhecidos. Desejavam conquistar os não cristão, ajudando-os a amadurecer sua fé no confronto com a realidade.

O QUE É CATEQUESE

Quando se fala em catequese, muitos pensam na catequese que prepara as crianças à Primeira Eucaristia.

Catequese, hoje, não se confunde com o “dar catecismo”. A catequese faz parte da ação evangelizadora da Igreja que envolve aqueles que aderem a Jesus Cristo.

Catequese é  o ensinamento essencial da fé, não apenas da doutrina, como também na vida, levando a uma consciente e ativa participação do mistério litúrgico e irradiando uma ação apostólica.

Segundo o Documento de Puebla e a afirmação doa Bispos do Brasil, a catequese é um processo de educação da fé em comunidade, é dinâmica, é sistemática e permanente.

A catequese é um processo de educação da fé;

·               Em comunidade – porque á algo que vai se realizando aos poucos, num caminhar na comunidade, em busca de uma sociedade fraterna e justa.

·               A catequese é dinâmica – porque está sempre atenta às situações históricas e sociais da nossa realidade.

·               A catequese é sistemática – porque organiza uma programação para facilitar o conhecimento das verdades da fé, da Palavra de Deus e do magistério da Igreja.

·               A catequese é permanente – porque passa por todas as etapas e por todas as faixas de idade.

A CATEQUESE É:

·               A missão primordial da Igreja, que nasce da fé e se desenvolve na catequese permanente;

·               Uma missão que enriquece a quem desempenha. Quando catequizamos, nós somos os primeiros catequizados.

·               Um anúncio e serviço para provocar um vivo contato com Jesus Cristo, na dimensão pessoal e comunitária para uma vivência cristã levando a um compromisso.

O Documento “Catechesi Tradendae” n° 21 nos ensina que a catequese tem como tarefa a iniciação cristã integral e sistemática na fé, aberta a todos os aspectos da vida cristã, motivando os catequizandos à adesão a Jesus Cristo.

Catequese é diferente da evangelização que é o primeiro anúncio do evangelho e nos leva à conversão.

A catequese tem como tarefa a iniciação global e sistemática da fé. Por meio da catequese é assimilada a doutrina e as verdades da fé que levam a um contato vivo com Cristo, tanto na dimensão da comunidade cristã. Não é algo improvisado, mas tem um programa completo, integral e aberto a todos os aspectos da vida cristã.

A CATEQUESE:

·               Leva a motivação para buscar o conhecimento do mistério de Cristo na sua profunda vivência e fraternidade e justiça;

·               Leva à uma iniciação na experiência religiosa, na oração e na vida sacramental;

·               Leva à uma iniciação no compromisso missionário da Igreja;

·               Leva ao crescimento da Igreja. A Igreja de amanhã depende da catequese de hoje. Por isso, a catequese deve preocupar-se continuamente não só em levar conhecimento dos mistérios da fé, mas também em abrir corações à conversão e à adesão: - a Jesus Cristo, o Salvador que anunciamos; - ao homem, herdeiro do Reino de Deus; - à Igreja, povo de Deus.

A catequese leva em conta as condições da pessoa: suas preocupações, esperanças e necessidades. A partir do homem, a catequese motiva-o para a vivência de sua fé integrada no dia-a-dia de sua vida cristã.

Os problemas sociais que hoje as pessoas enfrentam exigem novas formas de catequizar. Por isso, é necessário dedicar-se à educação da fé para criar responsabilidades nas ações, respeitando a dignidade e os direitos humanos.

 

 

 

 

 

 

publicidade
publicidade
publicidade